Horários De Atendimento

Segundas - 20 Hs - Mãe Ana e Pai Afonso.
Quartas - 20 Hs - Mãe Hosana e Pai Ney.
Quintas - 20 Hs - Mãe Gislaine e Pai Afonso.
Sextas --- 20 Hs - Mãe Sueli e Pai Joãozinho.
Sábados - 19 Hs - Mãe Sueli e Pai Joãozinho.

Primeira Terça-Feira do mês - 20 Hs - Gira de Desenvolvimento.
Segunda Terça-Feira do mês - 20 Hs - Gira da Corrente do Dr. Adolfo Bezerra de Menezes.
Terceira Terça-Feira do mês - 20 Hs - Gira de Desenvolvimento.
Quarta Terça-Feira do mês - 20 Hs - Gira Cigana.
Quinta Terça-Feira do mês - 20 Hs - Gira Fechada.

Primeiro Sábado do mês - 15 Hs - Jardins de Aruanda.

Endereço - Rua Meciaçu 145 Vila Ipê - Campinas SP.

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Roda de Conversas sobre Juremeira com Mãe Emilia Iyá Ayrá Túnjí



Roda de Conversas sobre Juremeira com Mãe Emilia Iyá Ayrá Túnjí no Terreiro da Vó Benedita aberta ao publico e apos isso Gira de desenvolvimento , para os membros em desenvolvimento da corrente

Terça dia 04-02 as 20 Hs

A Umbanda Juremeira - Caboclos e Mestres da Jurema e do Catimbó.


Pergunta – Sabemos que na região nordeste do Brasil se pratica uma “umbanda juremeira” em que as entidades espirituais são chamadas de encantados. Outros dizem que esta seria o culto religioso mais brasileiro. Estes comentários tem procedência?
Pai Tomé – Meu filho, a Umbanda é uma só. Entendemos perfeitamente as variações regionais e o Alto incentiva esta amalgamação. Os Maiorais do Espaço que regem a religião Umbanda do Astral para a matéria sabem que as diferenças não devem separar e sim unir as consciências. Em verdade a Jurema (Acacia Nigra), é a árvore sagrada dos indígenas brasileiros há milênios. Nela concentram-se os valores fitoterápicos e místicos de um ritual milenar que se perde no evo dos tempos e que podemos afirmar ser o mais genuíno dos brasileiros muito antes que influências religiosas de outras localidades do planeta aqui aportassem. Claro está que por ser um ritual totalmente brasileiro é o único que se equivale aos seus congêneres africanos por ter sua própria Raiz e Origem, dado os conhecimentos primevos dos Tupis, Caetés, Tabajaras, Potiguás, Tapuias, Pataxós e outras nações indígenas brasileira. Seus protetores espirituais eram até a chegada do branco europeu católico e dos africanos; Tupan, Yara, Caapora, Curupira, Boiúna, Mo Boiátatá, Jaguá, Rudá, Carcará e outros mais. Eram de tribos diferentes, mas cultuavam os mesmos deuses aos pés da mesma árvore: a Jurema sagrada. Não por acaso uma plêiade de espíritos atuam na caridade umbandista com o nome de Caboclas Juremas, flecheiras de Oxossi. Nestes aspectos de origem ancestral divinizada, podemos afirmar que o arquétipo mítico  Caboclo é o “orixá” genuinamente brasileiro. 
         Com o processo de miscigenação o culto original se modificou perdendo sua força mágica primitiva. Na mistura entre os indígenas e o branco, entre indígenas e o negro, suas culturas, seus arquétipos, seus usos e costumes deram nascimento ao “caboclo” (mestiço). O ritual da Jurema, passou vulgarmente a ser chamado de “Catimbó”, devido ao uso de cachimbos durante sua prática, podendo tanto ser feito sobre uma mesa como no chão. As forma são distintas, com objetivos as vezes diferentes, mas sempre objetivando a cura e o alento dos cidadãos menos favorecidos. A Umbanda Juremeira é a prática da Umbanda com fortes influências do ritual de Jurema sincretizado,  espiritismo e catolicismo aos moldes da Umbanda popular praticada na região sudeste, com a veneração aos orixás e a Jesus – o divino Oxalá.

Texto do livro REZA FORTE.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

1º Encontro de Juventude de Terreiro Regional de Campinas

Encontro de JovensAinda muito emocionado com o encontro da Juventude de terreiros, pois participei desde a Organização até a execução de vários momentos e ainda posso sentir a energia das pessoas que se envolveram como monitores e dos jovens, e a certeza é de que houve uma troca de saberes e uma relação de bem estar entre casas e religiões, que vem por abaixo a tese que cada casa tem que ficar dentro de sua casa, portanto iniciou-se este encontro as 16h00min na recepção da Fazenda Roseira em Campinas e em seguida Palestras sobre Ancestralidade e a benção de Pais e Mães que vieram prestigiar e trazer seus filhos.
11511_214966435361887_1860866092_nAntes de iniciar a bate papo informal (Noite do Pijama) onde homens e mulheres se dividiram em duas casas, houve um coquetel para celebrar a realização de um evento que de tão importante trouxe mais de 80 jovens e 30 monitores de várias cidades com a intenção de formar as pessoas que irão a Brasília debater Juventude de Terreiro.
1743653_491209084324129_69480425_nNo dia seguinte, muitos debates envolvendo Atabaques, Cargos de Ogan, Tata e tabaqueiros, como também gincanas que abordaram religiosidade na escola, com os amigos e a importância de ter orgulho de nossa religião e ficou claro para os jovens que quem tem ódio religioso não se importa se você é de Umbanda ou Candomblé porque eles te julgam e te entendem por ser de terreiro. E com tantos debates, o sarau que seria promovido à noite ganhou temas que vieram em forma de samba, rap, reggae, poema e história ultrapassando nossas expectativas e nos dando a certeza que realmente temos sementes que irão nos dar lindos frutos, pois é uma juventude praticante politizada e com vontade de fazer a diferença.
1016302_491207937657577_1678280660_nMas não podemos apenas falar de tudo isso sem citar Andre Moraes que foi a pessoa que chamou essa discussão a Alessandra Ribeiro que é a Gestora da Fazenda Roseira que junto com o Pai Joãozinho que foi o grande articulador de todo esse processo e de se dividir em mil para que tudo estivesse em plena qualidade, junto com outros religiosos que além de mim foram braços importantes para este encontro e será impossível citar todos aqui. Do legislativo tivemos a presença dos Vereadores Tico Costa (Solidariedade), Carlão PT, Sid Moreira (Solidariedade), Pedro Tourinho (PT) e Paulo Búfalo (PSOL), como também o Deputado Federal Renato Simões do PT e apoios importante como o Sinergia CUT e Gabriel Rapassi Diretor da secretaria de Cultura.
75066_491207387657632_895392410_n
Para o ultimo dia do evento outro debate importantíssimo que é intolerância religiosa onde os jovens nos orgulharam com suas posições e pensamentos para então fechar na roda de Jongo símbolo da fazenda Roseira com nossos irmãos da Comunidade Jongo Dito Ribeiro e para finalizar, quero ainda dizer que estarei sempre à disposição para contribuir no encontro de jovens de terreiro e desejo que seja o primeiro de muitos e que nossos jovens se tornem cada vez mais politizados e que assim nossa religião seja protegida por saberes ancestral e políticos.
971852_491208024324235_288651678_n1545772_10201606872436131_21518847_n1551778_491207017657669_539761363_n1557636_491207894324248_269880858_n
Por: Oluandeji

Fotos: Oluandeji / Casa de Cultura Nina
By http://religioesafroentrevistas.wordpress.com/
155792_491207104324327_165660463_n

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Cepir


Campinas, 23 de janeiro de 2014.

 CARO  PAI  JOÃOZINHO,

       Dada a grande satisfação na realização do Ato Solene ao Dia Municipal de Combate à Intolerância Religiosa, gostaríamos, nós da CEPIR, em nome da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência e  Inclusão Social  gostaríamos de agradecer a sua valiosa contribuição no referido ato.
       Parcerias como a constituída durante o preparo do evento nos fortalecem na certeza de que tais momentos deverão ser mais constantes em nossa coordenadoria.
       Atenciosamente,


       COORDENADORIA SETORAIL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL      


quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Maria Nazareth Dória

AGRADECIMENTOS 
A CEPIR - Coordenadoria Setorial de Promoção da Igualdade Racial, ao Pai Joaozinho Galerani, Jaqueline e toda estrutura preparada com muito cuidado, respeito e amor pelo Pai Joaozinho. Todas as pessoas recebidas por ele com muito carinho e humildade, o evento glorificou a Umbanda, foi algo histórico! Pela primeira vez vi e ouvi líderes de várias religiões falando a mesma língua: DE FÉ E AMOR, DE RESPEITO E UNIÃO ENTRE TODAS AS RELIGIÕES. Trocando um abraço sincero uns com os outros. A casa estava lotada, vejam as fotos.
Parabéns Pai Joãozinho que o seu exemplo seja seguido por todos nós Umbandista que busca a verdadeira essência da fé.
O povo de Campinas está de parabéns! Espero poder participar muitas outras vezes de encontros como este de ontem, conhecendo e reencontrando pessoas maravilhosas, aprendendo com os mais jovens que tudo é possível basta nos olharmos dentro dos olhos e nos reconhecermos como irmãos.
Um abraço a todos irmãos.

https://www.facebook.com/marianazareth.doria
https://www.facebook.com/joaocarlos.galerani.3

Primeiro Ato Contra a Intolerancia Religiosa de Campinas

Foi muito bom ver ontem o Salão Vermelho da Prefeitura Municipal de Campinas cheio de pessoas com o pensamento na mesma direção, movidos pela Fé e pelo amor ao proximo.
Vamos lutar para que não seja um Ato isolado, que como na fala de Pai Moacir, nossos governantes olhem com mais atenção e respeito a nosso Povo!
Vamos nos unir cada vez mais, sempre que se fala do Povo de Santo se fala em desunião....que 2014 escutemos sempre a palavra UNIÃO do Povo do Santo.
Vamos saber colocar de lado oportunistas que usam nossas religiões de Matrizes Africanas para se promover e para desagregar.
Lutemos para que essas pessoas sejam cada dia mais afastados de nossa luta, e que caminhem corretamente em seus principios, mas parem de usar a religião em causa propria.
















































































Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguem reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento..."
Joaozinho

paijoaozinho@terreirodavobenedita.com