Horarios De Atendimento

Segunda 20 Hs - Mãe Ana e Pai Pequeno Pai Adilson
Quartas 20 Hs - Pai Ney e Mãe Hosana
Quintas - 20 Hs - Pai Afonso e Mãe Gislaine
Sextas 20 Hs - Mãe Sueli e Pai Joaozinho
Sabados 19 Hs - Mãe Sueli e Pai Joaozinho


Primeira Terça Feira - 20 Hs - Desenvolvimeto
Segunda Terça Feira - 20 Hs - Palestra
Terceira Terça Feira do mês - 20 Hs - Gira de Cura
Quarta Terça Feira do mês - Gira Cigana

Endereço - Rua Meciaçu 145 Vila Ipe - Campinas SP


quinta-feira, 27 de junho de 2013

Homem que recebe Pomba-Gira vira homossexual? Mulher que recebe Exu vira homossexual?




Homem que recebe Pomba-Gira vira homossexual? Mulher que recebe Exu vira homossexual? Como a Umbanda encara o homossexualismo nos terreiros?

O tema que abordaremos é extremamente delicado, pois não temos a intenção de em momento algum denegrir a imagem dos nossos irmãos que são homossexuais, nem tão pouco de nossas irmãs homossexuais, mas ouvimos muita falácia sobre a homossexualidade em si em alguns terreiros e pretendemos nas próximas linhas tentar levar esclarecimento a respeito deste assunto.
Acredito que em primeiro lugar o homossexualismo não deve ser visto como uma doença, ou ainda uma praga, mas não é bem isso que escutamos de irmãos mal informados de alguns credos religiosos e mesmo dentro da Umbanda quando o assunto é incorporação de espíritos femininos em homens e masculinos em mulheres.
A homossexualidade de uma pessoa não esta ligada de forma alguma ao espírito que a mesma incorpora e aceitar tal colocação, nada mais é do que um tremendo de um anátema, pois além de ser um gesto de preconceito, desrespeitam a força denegrindo a imagem de nossos Guardiões e Guardiãs.
Quando temos a incorporação de um espírito o que move o mesmo é a evolução moral do médium e principalmente a sua necessidade de servir a causa do bem, não interferindo aí sua opção sexual.
As senhoras Pombas Giras, jamais alterariam a sexualidade de um homem pelo simples fato do mesmo a ter incorporado, assim como se dá com a incorporação de Exus em corpos femininos.
Vivemos em um mundo de preconceito, onde vale mais criticar aquele que se esforça para praticar o bem e fazer a sua parte do que se seguir o bom exemplo cuidando de seus feitos e não dos outros.
Conhecemos muitos dirigentes dentro e fora da Umbanda que não aceitam médiuns homossexuais em suas casas ou ainda boicotam a incorporação de Pombas Giras e até Orixás femininos com esta alegação o que é um tremendo de um absurdo.
Vale aqui lembrar que o preconceito não é da Umbanda ou deste ou aquele credo religioso, mas das pessoas que ainda insistem em cultuar sentimentos tão atrasados.
Lembramos aqui as palavras do saudoso CABOCLO DAS 7 ENCRUZILHADAS, onde o mesmo diz: " A UMBADA É A MANIFESTAÇÃO DO ESPÍRITO PARA A CARIDADE" simbolizando a Umbanda na imagem de Nossa senhora da Piedade referia-se que a Umbanda receberia todos de braços abertos assim como Maria recebeu seu filho Jesus.
Com base nestas palavras lembramos que a Umbanda recebe todos os filhos que nela queiram ingressar, pois a Umbanda existe para: AMPARAR, REERGUER, DIRECIONAR, TRANSMUTAR, ORDENAR, CURAR etc. todos aqueles que nela procuram o abrigo de uma verdadeira MÃE.
O preconceito é uma ferida que enquanto não compreendermos o mal que nos causa cultuá-lo, vai crescendo e destruindo tudo o que vem pela frente.
Antes de serem homossexuais, vale lembrar que todos somos humanos e filhos de um mesmo Pai e que estamos neste mundo para evoluirmos e nos respeitarmos e não passarmos por ele.
Com estas palavras espero que possamos acabar com este preconceito que destrói até hoje inúmeras vidas!
Que mamãe Oxum nos cubra com o seu amor!

Por Géro Maita

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguem reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento..."
Joaozinho

paijoaozinho@terreirodavobenedita.com