Horarios De Atendimento

Segunda 20 Hs - Mãe Ana e Pai Pequeno Pai Adilson
Quartas 20 Hs - Pai Ney e Mãe Hosana
Quintas - 20 Hs - Pai Afonso e Mãe Gislaine
Sextas 20 Hs - Mãe Sueli e Pai Joaozinho
Sabados 19 Hs - Mãe Sueli e Pai Joaozinho


Primeira Terça Feira - 20 Hs - Desenvolvimeto
Segunda Terça Feira - 20 Hs - Palestra
Terceira Terça Feira do mês - 20 Hs - Gira de Cura
Quarta Terça Feira do mês - Gira Cigana

Endereço - Rua Meciaçu 145 Vila Ipe - Campinas SP


domingo, 17 de abril de 2011

Isso é o ENCANTO DE UMA GIRA!!!

Axé pessoal! Sexta feira é o dia da semana que muitos Terreiros abrem suas portas e suas giras para atender centenas e mais centenas de pessoas e milhares de espíritos desencarnados.

Como para algumas pessoas esse dia é “somente” um dia de Gira, gostaria de propor um pensar juntos sobre o que representa a “Abertura da Jurema”.

Afirmo e reafirmo que viveríamos muito mais felizes, alegres e plenos se aprendêssemos fazer de cada momento, um Momento Único, e sendo assim, penso que a Umbanda teria um Valor mais real, com seus médiuns muito mais vibrantes e fiéis se conseguíssemos enxergar Além, se conseguíssemos perceber a importância de cada um e de todos nós para essa religião que só consegue realizar e se manifestar através de nós, se conseguíssemos perceber a grandeza de cada rito, de cada ritual, de cada gira e de cada vez em que a “Jurema é aberta”.

Portanto, se pararmos para pensar um pouco no que acontece em um dia de gira perceberemos uma religião única, uma oportunidade única e um dia único, cheio de momentos únicos.

Perceberemos a importância de cada ação, de cada “pequeno” ato, de alguns “detalhes” que, com certeza, influenciam diretamente em nossa vida.

Perceberemos ainda que, infelizmente, muitas vezes nos deixamos influenciar pela inércia, pelo esquecimento e pior, por um cotidiano frio e calculista, perdendo assim todo o Encanto, todo o Valor e todo o Poder Realizador de uma gira, deixando que a ‘Abertura da Jurema’ se reduza em um simples ato de “Esperança de Fé”.

Vejam alguns pequenos “detalhes” de um dia único, de um dia que faz a diferença na vida de muitas pessoas e milhares de espíritos.

Para muitos dos consulentes esse dia é um dia de expectativa, muitos passam o dia olhando para o relógio e preocupados em não faltar ou atrasar. Se programam desde cedo, conversam com os familiares, combinam horários e pontos de encontros. Afinal, é DIA DE GIRA!!!

Muitos passam o dia pensando no que irão falar, pensando no que pedir e no alívio que terão depois dos poucos minutos de prosa.

Alguns ainda passam o dia torcendo e até ‘pedindo’ para falar com determinada Entidade, outros torcerão para que a gira seja com sua Linha preferida, mesmo porque, cada Linha tem uma energia específica, com formas de agir e de nos atingir diferentemente – os Caboclos, por exemplo, agem com uma encantadora racionalidade e sabedoria que nos levam a agir cheios de ‘certezas’ nas Forças Supremas; os Pretos Velhos, mais sensíveis, apaziguadores e tolerantes, quase sempre nos fazem chorar e refletir sobre nós mesmos; já do ‘povo da Bahia’, – que alegria! -, recebemos descontração, magia e gingado para lidar com os percalços da vida diária. Com os Exus então, encontramos, entre tantas coisas, a verdade dura, crua e, muitas vezes, dolorida… Isso é o Encanto de uma Gira!!! Necessidades, merecimentos, realizações, bênçãos, esperança e amor tudo junto, manifestado em um ‘estalar’ de dedos, em um ‘bater cabeça’, em um ‘pensar’ puro e em um ‘sentir’ junto.

Os médiuns então terão um dia mais que especial, cuidarão de suas roupas, guias e objetos de uso em gira. Tudo deverá estar impecável, pois a responsabilidade é grande.

Para muitos, os preparos começarão no dia anterior, com defumação e banho de ervas, farão suas Firmezas pedindo toda proteção para o trabalho do qual irão participar e pedirão ainda, ajuda para que sejam bons instrumentos e manifestadores da Luz Divina.

Também cuidarão do horário com muito mais atenção para não se atrasarem, pois sabem que muitos dependem deles.

Procurarão ter um dia sem stress e sem grandes tumultos, atentos à alimentação e às atitudes de forma muito mais acentuada. Afinal, é DIA DE GIRA!!!

Alguns terão pequenas tonturas durante o dia, outros terão uma sonolência descontrolada, perceberão ‘presenças’ e sentirão vultos, além da aproximação das Entidades. Isso é o Encanto de uma Gira!!! É servir, agir, ser, estar, se preparar, se preocupar, se doar, sair mais feliz do que chegou, mais pleno, mais encantado e já com saudades.

Já a Mãe ou o Pai Espiritual terão um dia que exigirá muita concentração e disciplina. Terão que firmar todo terreiro, assentar e alimentar todas as Forças, olhar, cuidar e sentir todos seus médiuns. Perceber os ataques, a energia da corrente, a presença dos Guias para Trabalho, a influência dos Orixás, a permanência das legiões do Bem, do Mal e dos espíritos enfermos que são naturalmente direcionados para tratamentos durante os trabalhos. Cuidarão do antes, do durante e do depois dos trabalhos religiosos, terão que fazer tudo com muita excelência e competência.

Nesse dia especificamente, serão os primeiros a acordarem e os últimos a dormirem. Afinal, é DIA DE GIRA!!!

Claro que ainda terão que cuidar de suas firmezas pessoais, de sua família, do seu trabalho diário e ainda se preocuparão em arrecadar verbas para continuar mantendo as despesas do Terreiro em ordem. Isso é o Encanto de uma Gira!!! É fazer o bem sem olhar a quem, é saber discernir, é enxergar Além, é fazer a diferença, é fazer diferente, é cumprir a missão, a função e a obrigação agradecendo com o coração, com a mente e com a alma cheia de verdade.

E para o Astral então, o trabalho é muito maior! São falanges e mais falanges de espíritos iluminados que literalmente “vêm” para nos ajudar.

São grupos de espíritos protegendo o Terreiro durante todo o dia e durante toda a noite, auxiliando a gira, fortalecendo a corrente mediúnica, segurando a porteira e sustentando a “Abertura da Jurema”. Outras falanges protegem e acompanham os médiuns da corrente durante todo o dia, pois é fato que nunca estamos sozinhos. Os consulentes também são cuidados, também têm o auxílio de espíritos iluminados, também são guardados, direcionados e livrados dos ataques de espíritos inferiores que muitas vezes não os querem dentro de um Terreiro. Portanto, todos são cuidados, assistidos e abençoados durante todo o dia. Afinal, é DIA DE GIRA!!!

E sabemos que em dia de gira, não entra em nossa gira quem não tem permissão da Lei Divina, ou seja, estar em gira, participar de uma gira, vivenciar uma engira é uma grande benção! Um grande privilégio!

E isso é o Encanto de uma Gira!!! É saber que os Guardiões da Lei Divina são rigorosos, que estão enxergando Além, que estão ouvindo nossos pensamentos muito mais do que nossas palavras, que se assentam em nossos Terreiros como se assentam em torno de Ogum e que manifestam o Poder Divino Realizador não apenas no momento em que o Pai Espiritual clama aos Orixás a permissão para a Abertura da Jurema, mas em todos os momentos que clamamos por Paz, Amor e Compaixão.

Pois bem, são esses “pequenos detalhes” que fazem a Umbanda ser tão encantadora. Encanto esse, que nos faz sorrir, que nos faz querer mais, que nos alimenta e nos faz ressurgir para uma vida de realizações.

E será a percepção desses “Momentos Únicos” que transformarão nossa vida religiosa em uma vida mais feliz e plena.

E serão esses “Momentos Únicos” que nos transformarão em seres humanos melhores e que transformarão a “Esperança de Fé” em CRENÇA REAL.

É!… Enxergar ou vivenciar a Umbanda com todo seu Encanto não é fácil, precisa ter Olhar de Poeta, precisa ter Fé naquilo que está Além de nossos olhos. Precisa confiar, não se preocupar e não se incomodar. Precisa ter leveza, doçura e gentileza. Precisa querer, ser e estar em Paz e Pleno.

Salve Nossa Gira!

Salve Nossa Engira!

Salve a Abertura da Jurema!

Salve Nossa Umbanda!

Salve a Minha Umbanda!

É por Ela que vivo, trabalho e ajo, cada vez mais em Paz, Plena e Encantada.

Feliz sexta feira a todos afinal, É DIA DE GIRA!!!

E aproveitem esse encantador fotodocumentário de Fernando Freitas realizado no Santuário Nacional de Umbanda, em São Bernardo do Campo, sobre a festa de Cosme e Damião (Dia das Crianças) e que foi Vencedor do Prêmio Destaque 2010/Faculdade de Comunicação, da Universidade Metodista de São Paulo.


Fernando Freitas - www.fotolog.com.br/fer_nandofreitas/about


Escrito por Mãe Mônica Caraccio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguem reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento..."
Joaozinho

paijoaozinho@terreirodavobenedita.com